REGULAÇÃO DA MIDIA,JÁ!

REGULAÇÃO DA MIDIA,JÁ!
PARA ACABAR COM O MONOPÓLIO

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Os 18 da tropa


O listão dos 18 deputados e senadores da tropa de choque do Cachoeira na CPI 

PSDB obedece Cachoeira para vetar relatório de Odair Cunha

Horrível seria ter ficado ao lado dos que nos venceram nessas batalhas 
                                                                                                                                         Darcy Ribeiro 


Bancada pró-Cachoeira. "Vitória" na CPI ao melar o relatório.
Derrotar o povo para proteger Cachoeira, Demóstenes e Perillo é vitória?


A Globo esconde (a Veja nem se fala, está soltando fogos exultante com o fim da CPI do parceiro Cachoeira), mas aqui a gente dá nome aos bois.

A bancada dos 18 do Cachoeira que votou contra o relatório do Odair Cunha (PT/MG) para proteger o bicheiro, e fazer pizza: 

SENADORES: 
Alvaro Dias (PSDB-PR) 
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) 
Jayme Campos (DEM-MT) 
Sérgio Petecão (PSD-AC) 
Sérgio Souza (PMDB-PR) 
Ciro Nogueira (PP-PI) 
Ivo Cassol (PP-RO) 
Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP) 
Marco Antonio Costa (PSD-TO) 

DEPUTADOS 
Carlos Sampaio (PSDB-SP) 
Domingos Sávio (PSDB-MG) 
Luiz Pitiman (PMDB-DF) 
Gladson Cameli (PP-AC) 
Maurício Quintela Lessa (PR-AL) 
Sílvio Costa (PTB-PE) 
Filipe Pereira (PSC-RJ) 
Armando Vergílio (PSD-GO) 
César Halum (PSD-TO) 

A bancada dos 16 senadores e deputados que votaram contra o bicheiro, contra a corrupção e a favor do povo:

SENADORES 
Jorge Viana (PT-AC) 
Lídice da Mata (PSB-BA) 
Pedro Taques (PDT-MT) 
* Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) 
Aníbal Diniz (PT-AC) 
João Costa (PPL-TO) 
Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) 

* DEPUTADOS 
Cândido Vacarezza (PT-SP) 
Odair Cunha (PT-MG) 
Paulo Teixeira (PT-MG)
Íris de Araújo (PMDB-GO) 
Ônyx Lorenzoni (DEM-RS) 
* Glauber Braga (PSB-RJ) 
Miro Teixeira (PDT-RJ) 
* Rubens Bueno (PPS-PR) 
* Jô Moraes (PCdoB-MG) 

* Estes com sérias restrições: exigiram a retirada do indiciamento de Policarpo Júnior e pipocaram na hora de cumprir o dever de encarar o PGR. 

PSDB obedece Cachoeira para vetar relatório de Odair Cunha 

O PSDB bateu continência para o bicheiro Carlinhos Cachoeira e votou contra o relatório de Odair Cunha (PT/MG), que indiciava o contraventor, e mais dezenas de pessoas, como o governador Marconi Perillo (PSDB-GO) e o deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO). 

Os tucanos leais a Cachoeira, conseguiram reunir 18 votos contra, incluindo barganha com gente do PMDB e de outros partidos pequenos. 

Superaram os 16 votos a favor arregimentados pelo PT e, com isso, o relatório foi rejeitado. 

Apesar de não ser membro da CPI, o dedo do senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi identificado através das articulações do deputado tucano mineiro Domingos Sávio. 

Aécio atendeu a um pedido de Cachoeira, feito através de Demóstenes Torres (ex-DEM-GO), para nomear uma sobrinha de Cachoeira para um cargo comissionado de chefia no governo de Minas. 

Além disso, os telefonemas interceptados mostram que a organização do bicheiro atua no negócio de jogos ilegais em cidades mineiras, sem ser importunado. 

Derrubado o relatório de Odair Cunha, os membros aprovaram um substitutivo do deputado Luiz Pitiman (PMDB-DF) de apenas 2 páginas, que não indiciou ninguém; apenas encaminhou o material da CPI para o Ministério Público e a Polícia Federal continuar as investigações. 

Para Odair, seu relatório foi derrotado por uma “blindagem” feita pelo governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e a empreiteira Delta:

– Queriam que eu retirasse questões elementares de meu texto. Como não aceitei, fomos derrotados. 

Apesar de todo nosso esforço, pizza geral. Fomos derrotados pela blindagem da Delta e do governador Perillo – disse o deputado. 

Para o senador Randolfe Rodrigues (PSOL-AP), a derrota do texto de Odair Cunha foi tramada numa “conspiração da madrugada”, que resultou em conchavos, em mudanças de voto de última hora e na presença de parlamentares que nunca estiveram em nenhuma reunião da CPI. 

Os vários interesses, sobretudo dos demotucanos, inconfessáveis na frente das câmeras de TV, explicam o relatório ter virado "pizza". 

Mas, independente de relatório, a CPI cumpriu seu papel de revelar, a quem observou, "como se fazem as salsichas" (como disse o chanceler alemão Otto von Bismarck: "Quanto menos as pessoas souberem como se fazem as salsichas e as leis, melhor dormirão à noite"). 

Além disso o relatório original de Odair Cunha, inclusive com o pedido de indiciamento do diretor da revista Veja, Policarpo Júnior, continua como documento histórico da CPI nos anais do Congresso (aqui, na linha Relatório Final do dia 20/11/2012). 

No Justiceira de Esquerda

do Blog Com Texto Livre

Um comentário:

  1. Tão "éticos",mas tão "éticos"...
    e eles pensam que o povo é besta!

    ResponderExcluir

Obrigado por respeitar este espaço livre e democrático e por comentar!